domingo, 26 de fevereiro de 2012

Os Sofrimentos do Jovem Werther Resumo (Goethe)


Na obra-prima de Goethe, o jovem Werther, por motivos de trabalho, está longe de sua família e amigos, mas comunica-se com Wilhelm (Guilherme, amigo) através de cartas nas quais narra sua história de paixão e tragédia com a jovem Charlotte (Carlota).

Desde o início ele soube que sua amada estava prometida a um noivo: Albert (Alberto), homem qual Werther adquiriu grande admiração e amizade desde sua apresentação.

Mas o tempo é um martírio para as almas envoltas pela paixão. Com o convívio diário, Werther apaixonava-se cada vez mais. Passeios no campo, longas conversas, poemas, todos os momentos que contribuíram para fazer com que esquecesse do mundo todo e só visse importância em Charlotte (Carlota).

Werther, culpando-se do amor que sente pela jovem Charlotte, muda-se para outra região, mas não consegue esquecer a amada, por vezes, tentou afastar esse pensamento, sabia que nunca poderia tê-la para si. Mas a certeza cega de que ela também o amava fez com que retornasse para, mortalmente, ser atingido pela paixão.

Charlotte casa-se com Alberto, que passa a ter ciúmes de Werther, este percebendo o embaraço que causa ao casal, continua nutrindo um amor platônico por Charlotte. Werther promete não mais visitá-la e no último encontro com a moça, lê em voz alta, os Cantos de Ossain.

Ambos se comovem, choram, se abraçam e se beijam. O mais sublime e apaixonado beijo da história da literatura, mas em seguida Charlotte repele-o, dizendo que nunca mais quer vê-lo. Charlotte (Carlota) sabia que amava Werther, mas também sabia que este amor era impossível. Assim, ela pediu para nunca mais vê-lo e ele assentiu.

O jovem Werther parte acreditando que é amado mas ciente de que é um amor impossível. Resolve então suicidar-se, mandando pedir as pistolas de Alberto, alegando que ia viajar e precisava de proteção. Charlotte com o coração despedaçado, envia-lhe as armas. Werther dispara um tiro em sua própria cabeça e morre. No dia seguinte, Werther foi encontrado morto em seu quarto. Todas as suas cartas a Charlotte (Carlota) estão transcritas no livro. Sua morte é a prova da intensidade do amor romântico e doentio. A história de Werther retrata a paixão exacerbada e infeliz que culmina com o suicídio, o escapismo do romântico.
O romance de Goethe, quando publicado na Europa causou grande impacto entre os jovens, causando uma crescente onda de suicídio, tamanha foi a repercussão que alguns governos tentaram impedir a circulação da obra.


Um marco do Romantismo:

Os sofrimentos do Jovem Werther (1774) é a obra póstuma da escola literária chamada Romantismo (1750-1850, aproximadamente). Ela traz todas as características que marcaram esse movimento e a revolução que ele suscitou na criação literária da época.

Algumas dessas características românticas:
• Abandono do normativismo, isto é, o autor agora é um ser inspirado, não mais precisa prender-se a regras para criar, basta deixar seu talento trabalhar;
• Sem rima;
• Sem métrica perfeita;
• Liberdade de produção.

• Subjetividade: valorização das emoções e sentimentos individuais, em detrimento da razão e do pensamento objetivo;
• Idealização da figura feminina: a mulher adquire valor, agora ela é a causa da alegria e da tristeza, é um ser superior que o romântico quer alcançar;
• O vínculo com a natureza como algo inspirador: Werther mostra bem isso, relembrando momentos que viveu com Charlotte (Carlota) no campo, nos cenários em que seus sentimentos mais se destacavam, nos seus desenhos etc;
• Egocentrismo: para Werther nada mais importa, ele quer apenas Charlotte (Carlota) e se não pode conseguir, de que adianta viver?
• Dramaticidade;
• Substantivos abstratos;
• Uso de figuras de linguagem (comparações, metáforas, antíteses).
Na obra também vemos a presença do trágico, elemento que era a característica principal das tragédias gregas, mas que persiste em estilos atuais. O trágico aparece nesta obra através do desfecho, onde o protagonista suicida-se.